A técnica para conquistar os primeiros lugares das lojas de aplicativos é conhecida como ASO (App Store Optimization). Mas, somente as boas práticas de otimização não conseguem garantir a tão desejada sessão “Escolhas dos editores”. Por isso, nesse artigo, vamos ensinar 9 maneiras de conseguir conquistar essa posição na App Store da Apple.

 

“Há uma coisa que a Apple adora apresentar acima de tudo: aplicativos que fazem uso de suas tecnologias mais recentes.”

 

Abaixo está uma lista dos pontos que os melhores desenvolvedores de iOS podem explorar, não apenas para obter a atenção da Apple, mas também para aprimorar substancialmente a experiência do usuário de seus aplicativos para iOS. E, quem sabe, investir nesses novos canais pode abrir oportunidades de receita e apresentar ideias que atraem um público totalmente novo para seu aplicativo.

 

1 – Faça o design do app para ser universal, do iPhone ao iPad.

Desenvolver aplicativos iOS da maneira correta desde o início, pode tornar as visualizações específicas para iPad uma tarefa fácil no futuro. Um aplicativo para iOS pode executar visualizações específicas tanto no iPhone, quanto no iPad, compartilhando uma base de código através de uma API.

 

Os designers de aplicativos inteligentes para iOS podem até encontrar formas de ser eficientes usando o layout automático e as classes de tamanho para tornar o aplicativo com ótimo aspecto em iPhones e iPad maiores. Por isso, para determinados aplicativos, ser universal é o preço da entrada para ser considerado uma escolha do editor da App Store.

2 – Utilize o HealthKit para compartilhar dados entre os aplicativos.

O HealthKit é um SDK para iOS que permite aos desenvolvedores de aplicativos de saúde compartilhar os dados de seus aplicativos com um ao outro. Por exemplo, um aplicativo de dieta pode comparar os dados com um aplicativo de treino e cada um pode gravar seus dados em um painel de controle comum no aplicativo iPhone Health.

 

Para qualquer aplicativo iOS relacionado a saúde ou condicionamento físico, a compatibilidade com o HealthKit se tornou uma necessidade absoluta e pode aumentar a experiência do usuário para um público que usa cada vez mais aplicativos para acompanhar seu bem-estar.

 

Além disso, seu aplicativo não precisa apenas gravar seus próprios dados no HealthKit, mas também pode ler dados fornecidos por outros aplicativos, permitindo que os desenvolvedores criem experiências mais inteligentes com mais conhecimento da integridade geral dos usuários.

3 – Crie uma versão para smartwatch do seu app.

Os aplicativos da Apple Watch são uma ótima maneira de estender as funcionalidades do seu aplicativo e entregar conteúdo atualizado direto no pulsos dos usuários. Há muitas práticas recomendadas que podem ajudar um watchOS a se destacar.

 

Mas, a Apple está empenhada em ajudar os desenvolvedores que investem no watchOS. Quando se desenvolve uma versão nativa do app para o watchOS (sistema operacional dos smartwatches da apple), a Apple não poupa esforços para garantir que esse app apareça em primeiro lugar. No final, a exploração do watchOS e do Apple Watch é uma ótima maneira de estender a experiência do aplicativo a um contexto totalmente novo – embora menor – e para que seu aplicativo comece a preencher os micro-momentos na vida dos usuários.

4 – Encontre maneiras criativas de implementar o 3D touch.

O 3D Touch é a nova tecnologia sensível à pressão que a Apple lançou com o iPhone 6s, e muitos desenvolvedores de aplicativos de primeira linha adotaram-no rapidamente para visualizar conteúdo no aplicativo ou obter acesso rápido a recursos do ícone da tela inicial.

 

Mas um ano após sua estréia, os casos de uso do 3D Touch que impressionam os editores e usuários da App Store são aqueles que usam a tecnologia de forma mais inventiva, usando as várias pressões na tela para executar diferentes ações dentro do aplicativo.

 

Todos os aplicativos para iOS podem usar o 3D Touch de maneira diferente, mas é melhor que os desenvolvedores pensem em maneiras de usar o recurso para surpreender e encantar seus usuários.

5 – Faça um app para AppleTV e tvOS.

A Apple tem sido agressiva em promover aplicativos desenvolvidos para o sistema operacional tvOS. Como os aplicativos tvOS podem compartilhar código com seus correspondentes iOS, muitos desenvolvedores de streaming de vídeo e jogos introduziram aplicativos tvOS bem-sucedidos. Mas há muitos tipos de aplicativos que podem fazer sentido na Apple TV, e vale a pena para os desenvolvedores do iOS considerarem como os aplicativos deles poderiam dar um salto para a maior tela da casa.

6 – Certifique-se que seu aplicativo é nativo.

Há muitas maneiras de criar aplicativos para o iPhone, incluindo as chamadas plataformas de aplicativos híbridos, que visam tornar o desenvolvimento em iOS e Android mais eficiente. No entanto, o compartilhamento de código entre plataformas custa muito para a experiência do usuário final e pode trazer grandes complicações ao atualizar o aplicativo para novas versões do iOS ao longo do tempo.

 

A Apple favorece aplicativos escritos em código nativo – Objective-C e sua nova linguagem de programação Swift – que aproveitam ao máximo as APIs e os frameworks embutidos no iOS. Por isso, esses aplicativos além de oferecer a melhor experiência do usuário na plataforma para a qual foram projetados, mas também estão melhor equipados para entrar nas novas tecnologias que a Apple reserva para a próxima versão do iOS.

7 – Utilize Apple Pay para pagamentos com seu app nativo.

A Apple Pay reinventou a forma como milhões de pessoas pagam pessoalmente nas lojas de varejo, mas seu componente de pagamento no aplicativo talvez tenha mais impacto para proporcionar uma ótima experiência ao usuário do iOS.

 

Com o Apple Pay, os desenvolvedores de aplicativos para iOS podem agilizar o processo de pagamento, não exigindo que os usuários insiram os detalhes de pagamento ou o endereço de cobrança e, em vez disso, oferecem uma opção de pagamento seguro com um clique em seus aplicativos. A implementação do Apple Pay no aplicativo pode resultar em uma experiência de compra no aplicativo mais fácil de usar.

8 – Implemente o iMessage com a extensão SDK – ou sticker pack.

Com o iOS 10, a Apple introduziu o iMessage App Store que permite aos usuários trazer aplicativos para suas conversas do iMessage. Há muitas maneiras para os desenvolvedores de aplicativos iOS estenderem seus aplicativos para os segmentos do iMessage, incluindo jogos interativos multijogador ou carrinhos de compras colaborativos.

 

Ter um aplicativo para o iMessage como parte do seu aplicativo iOS é uma ótima maneira de agregar valor para os usuários, que não precisarão abrir o aplicativo para usar determinados recursos. E, é um ótimo caminho para que seu aplicativo seja descoberto na loja de aplicativos do iMessage.

9 – Crie uma experiência de usuário que todos vão amar.

No fim das contas, os aplicativos que a Apple escolhe para as listas “Escolha do editor ou Essenciais” que se resumem a uma UX que os usuários do iOS adoram. Por isso, ter uma marca familiar simplesmente não é suficiente para ser notado na App Store atualmente, especialmente porque as novas startups, do Vale do Silício e do mundo, estão encontrando maneiras de melhorar a experiência do usuário.

 

Com as expectativas dos clientes para aplicativos móveis em 2019 sendo maiores do que nunca, a experiência do usuário é o ponto mais importante, e a maioria dessas tecnologias está realmente a serviço para remover o atrito ou a alternância de contexto do fluxo do usuário.

 

Tudo o que importa é saber como a experiência do usuário de atende às necessidades reais dos usuários finais – e se o aplicativo não conseguir fazer isso com um design visual e interativo que os usuários aproveitam, ele não conseguirá se conectar significativamente com esses públicos-alvo.

 

Categories: AppStore ASO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *